Dança do ventre! O grande mito da barriga…

Dança do ventre! O grande mito da barriga…

Após tanta discursão sobre a dança do ventre, se causa ou não barriga, resolvi postar sobre o assunto a contra-partida das nossas muy queridas odaliscas…

Se você está determinada a se livrar de uma vez por todas, e para sempre da ansiedade, depressão, barriguinha indesejável, dentre outros problemas de saúdea, saiba que está tomando uma decisão importantissima em favor de sua saúde.

A dança do ventre, ajuda a queimar calorias, melhorar a tpm, enrijece a musculatura do abdômen, pernas, braços, costas, glúteos, trabalha as articulações, auxilia na reeducação postural, aumenta auto- estima, melhora a concentração, desenvolve coordenação motora e equilíbrio.

Dizer que a Dança do Ventre favorece o aparecimento das barriguinhas indesejadas é uma das premissas mais absurdas que se tem notícia, dentre muitas outras impropriedades que permeiam o universo da Dança do Ventre.

Pensem comigo: o que é a tão famosa “barriguinha”? Ela nada mais é do que o acúmulo de gordura localizada no abdômen baixo de uma pessoa. Ora, nenhuma atividade física que se tem notícia (não só a Dança do Ventre), é capaz de tamanha proeza: acumular gordura em determinada região do organismo. O que favorece o aparecimento da “barriga” é a inatividade, o sedentarismo, a preguiça, a má alimentação, os péssimos hábitos de saúde. E isso, definitivamente, não tem nada a ver com a Dança do Ventre, nem com dança alguma!

Sou capaz de apostar que a associação desastrosa entre a “barriga” e a Dança do Ventre tenha sua origem, no mínimo, em duas questões:

A primeira, devido à palavra ” VENTRE” que nos remete à “barriga” e tudo que a ela diz respeito: maternidade, fertilidade e obesidade. Mas o que muitos não sabem, é que o nome original dessa arte magnifícia e milenar é “RAKS SHARK” que significa “Dança do Oriente” em árabe. O nome “Dança do Ventre”, teve sua origem, se não me engano, na França, quando a dança começou a ser difundida no Ocidente. Os franceses, apreciavam os encantadores movimentos de quadril e ventre, sem saber que tais movimentos, na maioria das vezes, são gerados em outras partes do corpo das bailarinas. Repercutem no ventre, mas isso não quer dizer que tenham sua origem nele. Mais um dos mistérios da Raks el Shark!

A segunda razão para tamanho engano, acredito, está ligada a um fato muito mais honroso e dígno de nota. Ao contrário do que muitos possam pensar, a Dança do Ventre é extremamente democrática e está ao alcance de todas as mulheres, independente de sua faixa etária ou de seu preparo físico. É uma dança popular, que tem suas complexidades, mas pode ser executada por todos que a quiserem praticar. Dançam as gordinhas, as fora de forma, as saradas! Dançam acima de tudo, as mulheres alegres, femininas, sensuais, apaixonadas por si próprias e por toda magia que a Dança do Ventre possui e representa no imaginário de homens e mulheres.

Você pode até, num último esforço, contestar: “mas até aquelas que praticam Dança do Ventre, dizem que ela dá barriga.” E eu lhe respondo: quem não quer uma boa desculpa para encobrir a própria má alimentação e a dificuldade de abraçar hábitos saudáveis de vida? Quem nunca colocou a culpa em causas externas, pelos quilos a mais na balança? E quem não busca receitas milagrosas para se chegar à silueta desejada? Quem não quer “ser emagrecido” ao invés de “emagrecer”? Ora, se alguém ou alguma coisa tem o poder de te emagrecer, ele ou ela, também tem o poder de te engordar! Ai, a Dança do Ventre cabe perfeitamente na desculpa “eu me alimento bem, pratico atividade física dançando, mas a minha barriguinha nada tem a ver com os chopps de fim-de-semana e os chocolates de todos os dias. Tem a ver com a Dança do Ventre que pratico somente duas horas por semana”.

 

Então, minha cara amiga, se você quer praticar Dança do Ventre, faça sem medo! É uma arte magnífica, extremamente bela e prazerosa. Não perca tempo. Não crie barriguinha sentada no sofá em frente à televisão. Venha pra cá! Junte-se a nós, porque “quem dança é mais feliz”!

Blog: http://tendadossonhosnilzaleao.blogspot.com.br/

- Graduada em Fisioterapia – Universidade Estácio de Sá - Especialista em Drenagem Linfática Manual - Pós-Graduada em Fisioterapia Dermato-Funcional, e Cosmetologia. - Diretora do Instituto de Estética e Fisioterapia Aplicada - Formação em Estética Ortomolecular - Formação em Método Leduc – RJ - Formação em Método Vodder Argentina - Coordenadora em cursos de: Rejuvenescimento Facial; Decapagem Biológica; Peeling Facial, Corporais e Capilar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

People Who Like Thisx

Loading...